Dia 7. Cordeiro de Deus

Génesis 22:7-8: “Isaque perguntou: As brasas e a lenha estão aqui, mas onde está o cordeiro para o holocausto? Respondeu Abraão: Deus mesmo há de prover o cordeiro para o holocausto, meu filho. E os dois continuaram a caminhar juntos.”

Há muitas histórias da Bíblia que são difíceis de explicar aos nossos filhos. Toda a Bíblia é difícil de contar, depois que Adão e Eva pecaram. Mas há umas mais difíceis que outras. Uma delas é o daquele episódio em que Deus pede a um pai para sacrificar o seu único filho. Depois de lhe ter prometido descendência quando filhos tardavam em chegar, e Sara ter engravidado já idosa, Deus parece dar com uma mão e estar a tirar com a outra. Abraão é colocado à prova de uma maneira, que só de imaginar nos arrepia. Na maior parte dos livros ilustrados infantis com este episódio, vemos um filho deitado num altar e um pai com uma faca levantada ao alto, pronta a apunhalar. Não é horrível? É.

Acontece que este momento viria a ser uma pequena maquete de um outro, que geralmente contamos aos nossos filhos com muito mais naturalidade, desde tenra idade: Jesus, na cruz, de forma voluntária e submissa, a repetir o comportamento voluntarioso de Isaque. O Pai, pronto a entregar o seu filho e a descarregar a sua ira sobre ele. Enquanto que na história de Abraão e de Isaque, o pai confiava que Deus providenciaria o cordeiro para o sacrifício -e que esse cordeiro não teria de ser o seu filho amado, na história de Jesus não há um plano b. O cordeiro para o sacrifício é ele mesmo, o Pai oferece-o de livre vontade para ser sacrificado por nós. A história da Bíblia que nos deve constranger sempre é esta. Todas as outras são pequenos vislumbres de um plano perfeito que aconteceu em Jesus. Não escondemos aos nossos filhos que o acesso à eternidade com Deus teve um preço muito alto a pagar, e que encerra com a ressurreição de Jesus.

Foi terrível, sim, mas temos a alegria do sepulcro vazio ao terceiro dia. Porque ele matou a morte, nós podemos viver. Jesus, o cordeiro de Deus sacrificado por nós!

1 Coríntios 5:7 – “Livrem-se do fermento velho, para que sejam massa nova e sem fermento, como realmente são. Pois Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi sacrificado.”