Dia 16. Lugar de repouso

Salmos 132:14 – “Este é para sempre o lugar do meu repouso; aqui habitarei, pois o preferi.”

Para quem tem filhos: sabem aqueles momentos em que uma criança anda a correr de um lado para o outro, recusando-se a parar para descansar? Quantas são os pequeninos que, à questão: “Tens sono?” assumem que precisam dormir? Muito poucas, não é? Quantas vezes os pais têm de pegar nelas, agarrar ao colo e aconchegá-las ao colo para que parem e sejam forçadas a aquietar? Aconteceu comigo muitas vezes, com os meus filhos. As crianças parecem ter uma energia inesgotável e uma resistência ao descanso.

Mas nós adultos somos também assim com o nosso Deus. Descansar é difícil. Não por falta de tempo, mas por falta de termos uma verdadeira disposição em parar. Somos educados para produzir, para fazer, para conquistar. Dizem que o tempo é dinheiro, então todas as campainhas ressoam quando sentimos que não o aproveitamos bem. Deus parou depois de ter criado o mundo. Deus, o único que não se cansa nem precisa dormir, deixou declarado logo no início que escolheu parar de trabalhar. Ele, como nosso Criador e como Pai que desde o início deseja relacionar-se connosco, escolheu agir numa determinada ordem e dar o exemplo de como nos deveríamos comportar. Um ser infinito e poderoso escolheu parar, e deixar isso bem registado. Descansar é parar de produzir e confiar que o mundo não depende de nós.

Aprender a descansar em Deus é um exercício de confiança que precisa ser repetido e usufruído. Deus demonstra, em toda a Escritura, o seu desejo de ser o nosso lugar de sossego, o nosso conforto, o nosso porto seguro. E nós, criaturas teimosas e soberbas, escolhemos prosseguir, prescindindo deste refúgio. Quando leio os Salmos vejo o conforto de Moisés, David e outros nos seus momentos de angústia. Vejo a esperança derramada no desespero das injustiças e o prazer em momentos de quietude e louvor.

“Senhor, quero que sejas o meu refúgio, a minha maior alegria, como tua filha desejo correr para debaixo das tuas asas e ficar protegida e amada. Ajuda-me a confiar em ti e a ter prazer em ir até ti, em qualquer momento.”

Salmos 91:1-2 – “Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Omnipotente descansará. Direi do Senhor: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei.”